Elastografia Hepática

O acúmulo de gordura no fígado, tecnicamente chamado de esteatose hepática, é um problema bastante comum que pode ser causado por fatores de risco como obesidade, diabetes, colesterol alto e consumo excessivo de bebidas alcoólicas. A Elastografia Hepática é indicada para todo paciente que possui suspeita ou já tem o diagnóstico de doenças do fígado, como as hepatites B ou C e doenças hepáticas relacionadas à ingestão de álcool ou excesso de gordura no fígado (esteatose).

Imprimir - Preparo do exame

Dúvidas frequentes

Elastografia hepática é um método não-invasivo e indolor capaz de medir o grau de dureza do fígado.

É realizada com um aparelho de ultrassonografia que através de uma sonda especial mede o grau de fibrose (cicatrização) do fígado. Quanto maior a velocidade de propagação dessas ondas, maior o grau de dureza do fígado.

É não-invasivo, indolor, realizado de forma ambulatorial e não necessita sedação.

O jejum é necessário para evitar o acúmulo de gás no intestino o que pode dificultar a realização do exame. A alimentação aumenta o fluxo de sangue no fígado, podendo alterar o resultado do exame.

Não existem contraindicações para a realização do exame.